acheter du cialis en ligne
user_mobilelogo

Serviços Online

   email  Email

  moodle Moodle

   sumarios logo   Sumários

   sumarios logo   Alunos & E.E.

Ementas Semanais

    icon cardapio  EB1 e JI 

    icon cardapio  EB23PBP

    icon cardapio  ESJBV

    icon cardapio  VEGETARIANA

Sugestões do Mês

   6-Book-Club-icon Leitura

   movie-camera-icon small Cinema

   music-note-SH-icon Música

Documentos Orientadores

    pdf 24  Projeto Educativo 

 

    pdf 24  Projeto Curricular

 

    pdf 24  Plano de Atividades

 

    pdf 24  Regulamento Interno

 

    pdf 24  Plano de Formação

 

    pdf 24  Plano de Melhoria

 

    pdf 24  PNPSE do Agrupamento

Informações úteis

 calendario escolar 

 

 oferta formativa logo

 

provas de aferição

 

 exames 2017 18

 

ranking das escolas 2017

 

infoescolasjpg

 

atlas da educação 2015

 

estado da educacao 2015

Projetos e Programas

 Academia de Autores logo

 

PES logo

 

enpar letras

 

logoonde

 

prémio ciência na escola

 

clubes programacao robotica

 

team blasius cansat logo

 

cansat logo

 

comenius logo

 

MUSEUMS IN EDUCATION logo

 

webinr DGE

 

EuroRun logo

 

seguranet

Siga-nos

facebook logo    twitter logo    youtube logo     

Quem está em linha

Temos 38 visitantes e sem membros em linha

S. Brás de Alportel é um concelho filho da I República, nascido a 1 de Junho de 1914, dia em que comemora o seu feriado municipal.

FregSaoBrasDeAlportelSituado no interior da região Algarvia, não muito distante do mar, tem como concelhos limítrofes Faro e Olhão a sul, Tavira a este e Loulé a oeste.

mapa3273

O concelho tem uma única freguesia, a de São Brás de Alportel, correspondendo à área urbana da vila com o mesmo nome. Apesar de ser um dos concelhos pequenos da região algarvia, beneficia de uma boa centralidade geográfica e económica. Apresenta um crescimento populacional e urbano fortemente acentuado nos últimos anos, que traduz a dinâmica expressa no fluxo migratório que atrai estrangeiros e emigrantes que regressam, assim como portugueses provenientes de outras regiões do país. Entre os estrangeiros há os oriundos dos países ricos (Inglaterra, Alemanha, Holanda, etc.), que vêm para usufruir de uma reforma dourada e, os imigrantes de países com baixo nível de vida e baixos salários (como a Roménia, Rússia, Ucrânia, Moldávia, Brasil, etc.) que procuram o nosso país a oportunidade de uma vida melhor.

A atual estrutura da população ativa é um forte indicador da mutação sócio-económica que se vive presentemente no concelho, com uma quebra na proporção de trabalhadores do setor primário, sobretudo na agricultura, e um acréscimo considerável do número de pessoas que trabalham em atividades de serviços cada vez mais diversificadas, tais como bancos, lojas, restaurantes, escolas, etc., contribuindo assim para o aumento do sector terciário. O sector secundário mantém-se mais ou menos estável e se a indústria corticeira, que continua a ter forte expressão no concelho, já não emprega tanta gente como antigamente, vê este decréscimo compensado com o aumento da mão-de-obra na construção civil e obras públicas.

Num mundo em constante mudança e confrontados localmente com uma população cada vez mais heterogénea e culturalmente diversificada, cabe à escola, num trabalho de parceria com outras entidades, ter um papel influente na abordagem das novas problemáticas e ser um fator de coesão social ao motivar, ensinar, educar e responsabilizar crianças e jovens nos diferentes níveis de escolaridade. Há que fomentar a responsabilidade individual a par da social e, sobretudo, ao aumentar a interação entre pais/encarregados de educação e professores/agentes de ensino e educação ter em conta que a participação cívica e as práticas de cidadania não devem ser entendidas apenas nos seus direitos, mas igualmente nos deveres que temos como cidadãos.

O concelho conta com um crescente número de infraestruturas públicas, das quais se destacam a Biblioteca Municipal Dr. Manuel Estanco Louro, a nova Escola do pré-escolar e primeiro ciclo, as circulares rodoviárias em torno da vila, as Piscinas Municipais Cobertas e o Centro de Artes e Ofícios. Está igualmente prevista e prometida para breve a Casa das Artes/Parque Roberto Nobre.

A Procissão da Aleluia, mais conhecida como Festa das Tochas, celebrada no Domingo de Páscoa e a Feira da Serra que se realiza no último fim de semana de Julho são as duas grandes manifestações culturais locais, constituindo-se igualmente como fortes atrações turísticas do concelho.

O Museu do Trajo constitui um pólo de atração não só pelas suas coleções e exposições da história e etnografia local e regional, mas também, pelas múltiplas atividades desenvolvidas no âmbito das artes plásticas, música, formação e lazer.

As ruas e ruelas do centro histórico, com as casas típicas onde ainda resistem chaminés, açoteias e platinadas características da arquitetura popular algarvia, constituem o coração da vila. Destaca-se, também, uma ou outra casa burguesa como é o caso do edifício de estilo neo-árabe de finais do séc. XIX, situado no largo da Praça Velha. Em torno do centro histórico ficam as jóias do património local: a Igreja Matriz, a Câmara Municipal, o antigo Palácio Episcopal e o Jardim da Verbena. A partir daí se parte também à descoberta da Calçadinha Romana, troço de antiga estrada romana que por aqui passava.

São Brás de Alportel possui, na Serra do Caldeirão, um património natural de inestimável valor, não só pela beleza da paisagem, mas também pela diversidade dos ambientes naturais e as excelentes características geo - climáticas. Com o objetivo de valorizar e dar a conhecer esta riqueza ambiental, foram criados miradouros e parques de lazer, recuperada a Fonte Férrea e criada a Rota da Cortiça que engloba um conjunto de itinerários para passeios pedestres.